conteúdo
Notícias
24/05/2016

Teatro à Beira Mar


Evento educativo gratuito aberto à comunidade marcou o último sábado.



O Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), órgão este vinculado a Secretária de Assistência e Inclusão Social (SAIS) do Município de Capão da Canoa, promoveu no último sábado, dia 21 de Maio, às 14h, um evento alusivo ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, na Avenida Beira Mar no antigo Largo do Baronda.

A organização ficou a cargo da Coordenadora do CREAS, Bárbara Ione da Rosa Azambuja. Segundo a psicóloga Jordana Soraia Dalsotto, o eventou contou com uma peça teatral intitulada “Nosso Segredo”, encenada pela Cia de Tcheatro Xebebéu. Entre os presentes estavam membros do Conselho Tutelar do munícipio. O evento era gratuito e aberto à comunidade.
O CREAS presta serviço especializado e continuado a indivíduos e famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social, oferecendo uma equipe multidisciplinar que presta atendimento psicossocial e jurídico. Seus objetivos são proporcionar espaços de apoio, orientação e acompanhamento para estas pessoas visando resgatar os direitos das mesmas, além de fortalecer seus vínculos afetivos. Atualmente o CREAS atende em média 60 crianças que tiveram seus direitos violados e encaminha suas famílias diretamente para o Conselho Tutelar.
A data 18 de Maio originou-se a partir de um crime cruel que causou revolta na população brasileira. Araceli Cabrera Sanches, uma menina de apenas oito anos de idade foi sequestrada, espancada, estuprada e morta por jovens de classe média alta no Espírito Santo em 18 de Maio de 1973. O crime ficou impune e os agressores nunca foram condenados.
Em função desse abominável fato a data ficou instituída como o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes” a partir da aprovação da Lei Federal nº. 9.970/2000, no dia 18 de Maio de 1998. O  “Caso Araceli”, como ficou popularmente conhecido, ocorreu há 43 anos, mas, infelizmente, situações absurdas como essa ainda se repetem nos dias de hoje.
No Brasil o “Disque 100”, criado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, é um serviço de recebimento, encaminhamento e monitoramento de denúncias de violência contra crianças e adolescentes. Ele funciona diariamente das 8h às 22h, inclusive aos finais de semana e feriados. As denúncias são anônimas e podem ser feitas de todo o território nacional por meio de discagem direta e gratuita para o número 100, e do exterior pelo número telefônico pago 55 61 3212-8400 ou pelo endereço eletrônico: disquedenuncia@sedh.gov.br.
O dever do dia 18 de Maio é dar destaque a data, a fim de mobilizar e convocar toda a sociedade a participar dessa luta e proteger nossas crianças e adolescentes. A data reafirma a importância de se denunciar e responsabilizar os autores de violência sexual contra a população infanto-juvenil.




Créditos: Júlia Bozzetto
Fonte: Assessoria de Imprensa


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO