conteúdo
Notícias
12/06/2017

E.S.F Arco-Íris conta com nova médica


No segundo semestre, o município irá dispor de seis médicos do programa “Mais Médicos”



Na tarde de sexta-feira (9), a Estratégia de Saúde da Família Arco-Íris recebeu uma nova médica do programa “Mais Médicos” do Governo Federal. A doutora Mirlena Lopes Barbosa foi apresentada à equipe pelo Secretário Municipal de Saúde, Josiel de Matos. No encontro, foi realizado um bate-papo de apresentação entre os funcionários, além de um debate sobre as próximas ações da unidade de saúde.

A doutora Mirlena Lopes Barbosa, nascida em Governador Valadares (MG), mora em Porto Velho (RO) e atua como médica de família, isto é, uma profissional que possui um perfil generalista e atua na atenção primária, atendendo demandas diversas, desde a criança até o idoso e a todos os gêneros.

Para o Secretário de Saúde, Josiel de Matos, este médico é muito importante, pois forma vínculos com seus pacientes, fazendo um acompanhamento de longo prazo e conhecendo seu contexto familiar e social. “No segundo semestre, teremos seis médicos de família do programa “Mais Médicos” atendendo nas nossas ESF’s, o que é uma grande conquista para nossa cidade”, garante.

O Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, diz que o compromisso com a saúde é fundamental e a administração luta diariamente para aprimorar o serviço público. “Sem dúvida, a nova médica promoverá o contato estreito com a comunidade, participando de ações coletivas e desenvolvendo nosso município”, afirma.

O Programa Mais Médicos é um programa do Governo Federal, com apoio de estados e municípios, para a melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). Além de levar mais médicos para regiões onde há escassez ou ausência desses profissionais, o programa prevê, ainda, mais investimentos para construção, reforma e ampliação de Unidades Básicas de Saúde (UBS), além de novas vagas de graduação, e residência médica para qualificar a formação desses profissionais.

Assim, o programa busca resolver a questão emergencial do atendimento básico ao cidadão, mas também cria condições para continuar a garantir um atendimento qualificado no futuro para aqueles que acessam cotidianamente o SUS. Além de estender o acesso, o programa provoca melhorias na qualidade e humaniza o atendimento, com médicos que criam vínculos com seus pacientes e com a comunidade.




Créditos: Bernardo Zamperetti/Imprensa PMCC


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO