conteúdo
Notícias
18/09/2017

Sala do Empreendedor e Junta Comercial serão inauguradas em Capão da Canoa


Também será lançada a RedeSimples, que estabelece diretrizes e procedimentos para simplificar processos de registro e legalização de pessoas jurídicas



O dia 22 de setembro será histórico para Capão da Canoa. Nessa data, às 17h, na Casa da Cidadania, três novidades serão apresentadas à população: lançamento da RedeSimples, inauguração da Sala do Empreendedor e instalação do escritório região da JucisRS. A iniciativa é da Prefeitura de Capão da Canoa em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

O Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, classifica este momento no município como um marco histórico e extremamente positivo para a comunidade. “Será mais fácil empreender na nossa cidade, vamos gerar mais emprego e renda, movimentar a roda da economia, o que é extremamente positivo em época de crise”, afirma.

A Sala do empreendedor tem como objetivo incentivar a legalização de negócios informais que se enquadrem nos requisitos estabelecidos pela Lei Complementar 123/06, também conhecida como Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, facilitar a abertura de novas empresas e regularizar as atividade informais e oferecer serviços aos Microempreendedores Individuais (MEI).

A Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (Redesimples) estabelece as diretrizes e os procedimentos para simplificar e integrar os processos de abertura, alteração, baixa e legalização de empresários e de pessoas jurídicas.

A Junta Comercial nada mais é do que um órgão do governo responsável pelo registro de empresas e atividades ligadas às sociedades empresariais. Cada estado brasileiro dispõe de sua própria Junta Comercial, sendo esta a autarquia responsável por todas as atividades empresariais que ocorrem nos municípios pertencentes a esse estado.

O órgão fica responsável por atividades, como a abertura e o registro público de empresas, organização dos registros públicos, apresentação de Atos, análise de documentações, prestações de contas ao governo federal e mais uma série de atividades que envolvem o que é chamado de “casamento entre as empresas”.




Créditos: Bernardo Zamperetti/Imprensa PMCC


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO