conteúdo
Notícias
25/04/2022

Serviço de Inspeção Municipal inicia visitas aos estabelecimentos comerciais em maio


Comércios que produzem ou manipulam produtos de origem animal serão apresentados ao SIM e poderão tirar dúvidas a respeito do serviço



A partir de maio, o Serviço de Inspeção Municipal (SIM), departamento que orienta e realiza a inspeção de produtos de origem animal, produzidos e manipulados nos estabelecimentos, iniciará a visita aos comércios para apresentar o serviço e esclarecer as dúvidas quanto ao funcionamento do mesmo. O SIM é vinculado à Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico.

Os alimentos inspecionados pelo SIM são: carne, leite, mel, ovos, pescados e seus derivados. A finalidade do SIM é garantir que o consumidor adquira produtos com segurança e qualidade, além de proporcionar para o empresário e produtor rural, alimentos com procedência, segurança e qualidade.

Para comercializar esses produtos de origem animal de forma legal, os estabelecimentos deverão realizar o registro do estabelecimento no serviço. Os proprietários e representantes legais devem entrar em contato com o SIMPROA pelos contatos: sim@capaodacanoa.rs.gov.br e (51) 3995-1100 Ramal 1202. Após o registro do estabelecimento, os produtos receberão o selo SIM, ou seja, serão liberados para comercialização dentro dos limites do município onde foi produzido.

Segundo o secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Marcelo Ramos, o serviço é de suma importância e fundamental para que as pessoas reconheçam o que é um produto inspecionado. “Todo produto de origem animal para ser comercializado precisa estar carimbado ou rotulado, constando dados sobre o fabricante e o produto, além do órgão fiscalizador. Produto não identificado é produto de origem desconhecida”, explica.

Para o prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, o serviço é mais uma garantia de saúde, procedência e qualidade no que está sendo comercializado e consumido no município. “O SIM é mais um serviço que vem para qualificar a fiscalização dos produtos de origem animal dentro do município, garantindo a segurança alimentar para consumidores e produtores”, avalia.




Créditos: Júlia Bozzetto


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO