conteúdo
Notícias
13/05/2019

A Inclusão Escolar no Sistema Municipal de Ensino


O ensino municipal de Capão da Canoa atende mais de 290 alunos com deficiências em 20 escolas municipais



Atualmente, o ensino municipal de Capão da Canoa atende mais de 290 alunos com deficiências em 20 escolas municipais, visando oferecer um atendimento educacional especializado e que beneficie os alunos e suas respectivas famílias.

O município de Capão da Canoa conta hoje com 13 Salas de Recursos Multifuncional, que oferecem o Atendimento Educacional Especializado (AEE), quatro delas provenientes do MEC, no ano de 2011. As demais foram organizadas pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria da Educação, que direcionou recursos financeiros para que as equipes diretivas gerenciassem esses espaços, uma vez que, anualmente aumenta o número de famílias que procuram a rede municipal para a inserção de seus filhos com as mais diversas deficiências.

Todas as salas estão organizadas com material especifico para atender as necessidades de cada aluno. São 10 escolas de Ensino Fundamental e 3 de Educação Infantil que atualmente possuem essas salas especializadas. Além de todo o material específico, cada sala dispõe de uma Educadora Especial, que atende individualmente ou em duplas os alunos, conforme a demanda.

Cada educadora atende, em média, de 20 a 25 alunos por turno. Além dos atendimentos específicos com planejamento individual e intervenções especializadas e abrangentes, os profissionais acompanham os alunos diariamente em sala de aula, auxiliando-os e orientando-os para que possam desenvolver a cada dia seu potencial de aprendizagem, dentro de suas condições.

O município também conta com uma Escola Especial, onde é atendido alunos com as mais variadas idades e deficiências. No momento, a Escola Ana Maria Bauer está passando por um processo de reestruturação na sua proposta pedagógica e reorganizando a modalidade de atendimento para ciclos, facilitando o aprendizado do aluno.

A Escola Especial é de extrema importância, pois há crianças e adolescentes com diagnósticos complexos e que, muitas vezes, ainda não estão preparados para a inserção no ensino regular.

A Educação Especial municipal conta hoje com 53 professoras de Educação Especial e 78 auxiliares, contratadas por meio de concursos, processos seletivos e estágios, segundo dados coletados pela Coordenadora de Educação Especial, Fabiane Fontoura Garbini.




Créditos: Tanise Silveira / Imprensa PMCC


Acessibilidade


Para navegação via teclado,
utilize a combinação
ALT + TECLA DE ATALHO